Texto “A distância do agora” no Blog Etudes Lusophones

Escrevi um texto para o Blog Etudes Lusophones, capitaneado pelo professor da Universidade de Sorbonne e poeta, Leonardo Tonus. Baseado em uma provocação dele, falei um pouco sobre questões de literatura e contemporaneidade. É um texto bastante informal, em que quis colocar, através de uma personagem fictícia, certos questionamentos que afligem muitos escritores de hoje…

Viver da escrita

Há alguns dias, participei de uma matéria do site Homo Literatus, em que 10 escritores respondiam a pergunta: “O que é ser escritor no Brasil em 2015?” (Você pode lê-la clicando AQUI). Rolaram muitos comentários em relação a ela, seja no próprio HL, nos seus compartilhamentos facebookianos, ou por email e inbox. Aparentemente, uma das…

A história por trás da história: “Encantamento”

Já comentei que me iniciei na literatura escrevendo alguns contos sem muita pretensão, sem muito trabalho de refinamento. O resultado óbvio dessas primeiras narrativas era bastante questionável. Creio que grande parte da maturidade artística é resultado direto do alto crivo que a pessoa criativa coloca para si, não se satisfazendo em geral com “o que…

“Ninfomaníaca”: orgasmo ou bocejo?

“- Ele me deu 3 estocadas na buceta. Depois, mais 5 na bunda. – 3+5! Isso é da série Fibonacci!” Esse diálogo, presente no filme Ninfomaníaca – parte 1 (Nymphomaniac, vol.1), e um dos mais ridículos que já presenciei em uma tela de cinema, serve bem como representação do filme. Joe, a viciada em sexo…

A história por trás da história: “O lugar de cada um”

Eu viajo bastante de ônibus. Ainda continuo transitando entre São Paulo e Bauru, e houve uma época em que ia bastante de São Paulo para Campinas, onde minha esposa fazia um curso de especialização aos fins de semana. Nessas viagens, é muito comum ver alguém sentado ser abordado por outra pessoa alegando que aquele é…

Com a palavra: Flávio Izhaki

A seção “Com a palavra” tem a alegria e a honra de receber dessa vez Flávio Izhaki, autor dos romances Amanhã não tem ninguém (Rocco, 2013) e De cabeça baixa (Guarda-chuva, 2008), e de contos publicados em antologias como Prosas Cariocas (Casa da Palavra, 2004), Paralelos – 17 contos da nova literatura brasileira (Agir, 2004), Dicionário Amoroso da Língua Portuguesa (Casa da…