A história por trás da história: “A lâmpada que nunca queima”

A ideia pra esse conto surgiu da minha lembrança de um amigo ter me contado que, em uma entrevista de emprego pra uma grande empresa, um conhecido dele havia sido questionado sobre o que faria caso descobrisse um jeito de fabricar uma lâmpada que nunca queima. Obviamente, dentro da lógica capitalista, isso pode ser um…

A história por trás da história: “Encantamento”

Já comentei que me iniciei na literatura escrevendo alguns contos sem muita pretensão, sem muito trabalho de refinamento. O resultado óbvio dessas primeiras narrativas era bastante questionável. Creio que grande parte da maturidade artística é resultado direto do alto crivo que a pessoa criativa coloca para si, não se satisfazendo em geral com “o que…

A história por trás da história: “O lugar de cada um”

Eu viajo bastante de ônibus. Ainda continuo transitando entre São Paulo e Bauru, e houve uma época em que ia bastante de São Paulo para Campinas, onde minha esposa fazia um curso de especialização aos fins de semana. Nessas viagens, é muito comum ver alguém sentado ser abordado por outra pessoa alegando que aquele é…

A história por trás da história: “Balas”

Eu já tinha nove dos dez contos do livro definidos. Estava feliz com o espectro de temas coberto, mas achei que faltava uma história que lidasse com as relações entre um indivíduo e o coletivo a seu redor: como as divisões de classes e a colocação social podem atuar sobre uma pessoa e definir suas escolhas,…

A história por trás da história: “Espiral”

É um pouco estranho falar da criação de “Espiral”. Não me entenda mal, eu gosto muito desse conto – é um dos meus preferidos do livro. O estranhamento é porque seu processo de escrita se deu de maneira totalmente oposta ao que estou acostumado, e creio que oposto ao que o resultado final aparenta. Explico:…