Viagem com o projeto “Autores & Ideias” pelo Paraná


_MG_9730

No começo desse mês, entre os dias 3 e 6 de junho, eu e o Luís Henrique Pellanda participamos do projeto Autores & Ideias do Sesc. Viajamos juntos por quatro cidades do norte do Paraná – Maringá, Paranavaí, Londrina e Cornélio Procópio – com uma sessão de bate-papo em cada uma delas. Foi uma viagem legal demais, especialmente pela acolhida do público em cada noite e pela companhia do Luís, que foi muito bacana o tempo todo. Lembro que logo no começo de nossa “world tour paranaense” estávamos na van conversando sobre o meio literário (escritores fazem isso quase o tempo todo, e geralmente não de uma maneira muito gentil) e ele disse algo como: “os escritores ficam se preocupando em ir pro exterior, mas deveriam se atentar a ir pro interior”. Pode parecer um papo um pouco demagogo para alguns, mas depois de percorrer o interior do Paraná, ficaria bem claro porque ele tem muita razão em dizer isso.

Maringá

_MG_9758

Eu, Sílvia, Marcos, Angelita e Luís. (Clique para ampliar)

A primeira cidade em que aportamos foi Maringá. Ali se estabelecia o que seria nossa rotina: chegar à cidade na hora do almoço, dividir essa refeição com o pessoal do Sesc local, depois caminhar pelos arredores. Coisa de cronista, isso de gostar de andar pela cidade. Eu ia junto e mais tarde parávamos em um café. Somando todas essas horas de caminhada, cafés e estrada, o resultado  foi uma das coisas que mais valeram nessa viagem: as altas conversas com o Pellanda, com quem aprendi muito sobre literatura, meio editorial e outras coisas. E, além disso, ri pra caralho. Desculpa o termo, mas acho que ele concordaria comigo na escolha da palavra.

A nossa Mesa à noite foi bacana, mas acho que ainda estávamos um pouco destreinados, sabe como é. Mesmo assim foi bom, e teve um bônus bem bacana que foi poder encontrar o Marcos Peres e sua esposa Sílvia. Quem acompanha aqui nossa programação deve saber que o Marcos foi o vencedor do Prêmio Sesc ano passado, com O evangelho segundo Hitler, e é um dos melhores amigos que fiz entre os premiados e entre os escritores em geral. Ele é um cara muito legal e na manhã seguinte a gente ainda gravou juntos um podcast, para o blog Estaladores, que você pode ouvir AQUI. De novo, foi bem divertido. Uma pena não poder ter ficado mais.

Paranavaí

No dia seguinte, partimos em direção a Paranavaí, guiados pelo nosso intrépido motorista Amaury. Eu não conhecia essa cidade e fiquei espantado com a cordialidade local. Não sei o que colocam na água de lá, mas foi disparada a recepção mais calorosa que tivemos. Todo mundo conversava bastante com nós dois, estavam super interessados em participar, em dar palpites etc. A Mesa foi em um espaço enorme, cheio de gente, e no fim o kit estrela-da-literatura foi o mais completo: com muitos autógrafos, fotos e tudo mais. Pra provar que essas frivolidades da fama não acrescentam tanto assim a um escritor, foi a única cidade que eu não consegui ficar com nenhuma foto pra colocar aqui, veja só.

Londrina

IMG_8525

Mais uma vez, casa cheia. Lindeza! (Clique para ampliar)

No terceiro dia chegamos em Londrina, onde teríamos uma das Mesas mais divertidas. O auditório estava lotado, com a presença de turmas de escolas do ensino médio. Com essa faixa etária na plateia, eu e o Pellanda acabamos fazendo uma Mesa mais descontraída, com vários momentos engraçados. Isso foi uma coisa bem legal da viagem: apesar da repetição de nosso encontro e de algumas perguntas iniciais entre nós, logo as conversas tomavam rumos imprevisíveis, especialmente pelas perguntas do público. Em Londrina, o destaque foi um garoto que perguntou sobre meus trabalhos anteriores ao de escritor, citando como exemplos se eu empacotava em supermercado ou batia massa. Pois é, eu também não fazia ideia do que significa “bater massa”. E, sim, eu também imaginei várias piadas de conotação sexual com essa expressão. Não poderia deixar de fala-las ao microfone, né?

Cornélio Procópio

10346391_722986281075996_2075481349202919432_n

Chegando ao fim, infelizmente (Clique para ampliar).

Última parada: Cornélio Procópio. Eu não consigo falar o nome dessa cidade sem lembrar dos Cronópios, do Cortázar. Uma chuva muito forte assustou um pouco, mas o público compareceu em peso, dessa vez composto em grande parte por turmas universitárias. Longe de parecermos cansados, eu e o Pellanda mostramos que ainda estávamos no auge da nossa forma ao mandarmos a porrada em Crepúsculos, Tons de Cinza e afins. Somos escritores engajados, afinal de contas. Precisamos dar nossa contribuição à sociedade.

Por fim…

Pra terminar, queria agradecer ao pessoal do Sesc que, como sempre, forneceu um tratamento melhor que o Padrão Fifa. Agradeço especialmente à Bárbara do Sesc Maringá, ao Bira e à Tânia, de Paranavaí; à Yuka, de Londrina, e à Dalva e ao Clayton, de Cornélio Procópio. Agradeço muito também ao Amaury, que nos guiou e aguentou pelos 4 dias de estrada. Agradeço também ao Sesc Paraná, especialmente ao Márcio Norberto, e ao Sesc Nacional, especialmente ao Henrique Rodrigues, que capitanearam a coisa como um todo.

E um enorme agradecimento ao Luís Henrique Pellanda. Não daria pra descrever aqui o quão legal foi viajar com ele. O cara é uma das pessoas mais bacanas que já conheci e não teve um momento sequer nesses 4 dias em que eu não tenha aprendido e me divertido pra caramba. Essa viagem já tinha valido a pena nos nossos primeiros minutos de conversa. Luís, espero que você leia esse texto, guarde-o em sua memória biônica, e saiba que foi incrível esse tempo pra mim. Obrigado mesmo, espero que a gente ainda possa se ver bastante por aí.

IMG_8489

Eu e o Luís Henrique Pellanda, na Mesa em Londrina. Baita experiência ter viajado com esse cara. (Clique pra ampliar)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s